X

Últimas Notícias

Cloro líquido ou granulado? Qual a melhor opção?

 

 

Cloro líquido ou granulado?

Alguns meses atrás, publicamos aqui no nosso blog um texto que destacava os perigos das piscinas sem cloro no qual ficou bastante clara a importância do uso desse elemento. Contudo, como ele está disponível em diferentes tipos, muitas pessoas têm dúvidas a respeito de qual é a melhor opção para aplicar em suas piscinas. Por isso, mostraremos abaixo um comparativo entre dois dos tipos de compostos clorados mais utilizados: o líquido e o granulado. Acompanhe com atenção e veja qual é a alternativa mais adequada para tratar a água da sua piscina! Vantagens, desvantagens e diferenças entre o composto clorado líquido e o granulado   Apesar de esses dois compostos terem o cloro como agente desinfetante, existem algumas distinções relevantes entre eles. O líquido, que é um composto denominado de hipoclorito de sódio (comumente encontrado na água sanitária), tem a dificuldade em manusear/transportar como uma das principais desvantagens, especialmente quando se trata de grandes volumes.   Outro aspecto negativo é a instabilidade, que faz com que o produto tenha pouca duração (evapora rapidamente). A porcentagem de CLORO ativo também é um ponto negativo, pois fica bem abaixo daquela presente no composto granulado.   Em relação aos pontos positivos, a versão líquida destaca-se por ter um baixo custo e ser mais dissolúvel, aspectos que a fazem ser a preferida de muitas pessoas.   Já o composto clorado granulado (hipoclorito de cálcio), que provavelmente é o mais utilizado atualmente, principalmente em piscinas residenciais, é mais caro que o composto líquido e não tem uma boa capacidade de dissolução (o ideal é dissolvê-lo antes de aplicar na água). Porém, ele é considerado a melhor opção por muitas pessoas por ter vantagens como:  

  • Fácil manuseio/transporte;
  • Maior eficiência no combate às impurezas (possui uma porcentagem bem maior de CLORO ativo);
  • Pode ser estabilizado (tornando-se mais resistente à evaporação).

O uso de qualquer composto clorado deve ser conciliado com o Ozônio para piscina   Como já foi destacado, é indispensável usar algum composto clorado na piscina. No entanto, embora seja essencial, quando o cloro reage com alguns materiais orgânicos presentes na água, tais como o suor, cremes, urina e protetores solares, são geradas as cloraminas. Essas substâncias são prejudiciais aos banhistas, pois podem causar alergias, irritações nos olhos e nas mucosas e alguns outros problemas.   Ou seja, é necessário complementar o tratamento da água com um método que elimine as cloraminas. E nenhuma outra opção é tão eficiente nesse sentido como o Ozônio para piscina. Aliás, não só em relação às cloraminas, mas também no combate a vários outros agentes maléficos aos usuários de piscinas, como vírus, fungos e bactérias.   Desse modo, assim como é fundamental aplicar na água algum composto clorado, também é crucial utilizar o Ozônio para piscina para complementar o tratamento, já que apenas esse método é capaz de combater as cloraminas com eficiência.   Quer saber todos os detalhes sobre como deixar a água da sua piscina sempre limpa e saudável? Então acompanhe todos os artigos do nosso blog, acesse o nosso site, curta a página da Q1 ambiental no Facebook e entre em contato conosco sempre que tiver alguma dúvida!