X

Últimas Notícias

Veja como evitar doenças gastrointestinais adquiridas através da água da piscina

 

Como os momentos que passamos na piscina sempre são bastante divertidos, acabamos deixando de lado a atenção com alguns detalhes importantes. Nesse sentido, uma coisa equivocada que muitas pessoas fazem, especialmente as crianças, é ingerir um pouco de água. E, exatamente por isso, as doenças gastrointestinais adquiridas em decorrência do uso da piscina são mais comuns entre os pequenos, embora possam acometer qualquer um.

Por isso, mostraremos a seguir todos os detalhes sobre esse assunto e apresentaremos a melhor maneira de deixar a água da piscina livre dos agentes que causam as doenças gastrointestinais. Acompanhe e tire todas as suas dúvidas!

 

O que exatamente causa as doenças gastrointestinais?

Diversas bactérias podem gerar as doenças gastrointestinais, sendo que algumas delas estão naturalmente presentes na flora intestinal, pois desenvolvem funções importantes. O problema acontece quando essas bactérias reagem com outros agentes (alimentos, remédios…) e causam infecções ou diante da presença de bactérias nocivas (não entendi). Uma das doenças gastrointestinais mais comuns é a gastroenterocolite.

Transmissão

Em relação às piscinas, na maioria dos casos, essa doença é transmitida por banhistas portadores de infecções. Ao entrarem em contato com a água, eles acabam liberando os agentes (bactérias) que causam a gastroenterocolite. Algumas das bactérias mais comuns associadas a essa doença são a Escherichia Coli, Salmonella, Bacillus Cereus, Shigella e Clostridium Difficile.

 

Sintomas

Náuseas, cólicas abdominais, vômitos, febre, diarreia variável, perda de apetite e dificuldades para evacuar são alguns dos sintomas da gastroenterocolite e de quaisquer infecções gastrointestinais, sendo que há casos em que apenas alguns deles são observados. É importante lembrar que a falta dos devidos cuidados pode agravar o problema e levar a vítima a ser internada.

 

Tratamento

O tratamento dessa doença é realizado através de medicamentos para combater os sintomas e também o micro-organismo responsável pela infecção.

Como deixar a piscina livre dos agentes causadores da gastroenterocolite?

 

Primeiramente, é necessário compreender que as doenças gastrointestinais só são adquiridas devido à ingestão da água da piscina quando ela não recebe um bom tratamento. Do contrário, mesmo que as bactérias cheguem até a água, sua ação será anulada.

 

E é exatamente isso que acontece quando o método de tratamento utilizado é o Ozônio para piscina. Isso porque, devido ao fato de ser um poderoso germicida, o Ozônio combate todas as bactérias que causas as doenças gastrointestinais. Ou seja, mesmo que um usuário portador de uma infecção deposite algum micro-organismo transmissor na água, este é  eliminado. Desse modo, mesmo que outro banhista faça a ingestão de um pouco da água da piscina, não será contaminado.

 

Vale destacar também que o Ozônio para piscina não combate apenas os agentes causadores das doenças gastrointestinais. Ele também age de maneira eficiente contra os transmissores de outras doenças, como a conjuntivite e as otites.

 

E, claro, deve-se sempre lembrar que em conjunto com o tratamento de ozônio é importante utilizar algum oxidante residual, como o cloro – mas não se preocupe, pois o ozônio é capaz de eliminar as cloraminas….

Além disso, esse método de tratamento da água elimina as cloraminas e vários outros organismos (vírus, algas, fungos, protozoários…) que podem causar alergias, irritações e inúmeros outros problemas. Ou seja, a piscina fica realmente protegida, deixando o banhista totalmente despreocupado para se divertir à vontade.

Por isso, se você quer garantir que a água da sua piscina esteja sempre livre de todos os perigos, acesse o site www.q1a.com.br e veja como funciona o tratamento com Ozônio para piscina!

Tags:

About the Author

The Author has not yet added any info about himself