X

Últimas Notícias

VOCÊ SABE O QUE É DUREZA CÁLCICA?

A piscina é um dos espaços de lazer mais importantes de qualquer residência. No entanto, embora esse local seja tão apreciado, são poucas as pessoas que conhecem… todos os detalhes “técnicos” que devem ser levados em consideração para o correto tratamento da água.
Nesse sentido, a dureza cálcica é um fator relativo à água das piscinas que ganha pouca atenção. Isso acontece porque realmente não é tão fácil entender todos os detalhes sobre esse aspecto.
Por isso, explicaremos abaixo o que é dureza cálcica e qual a sua importância, além de mostrarmos qual é a faixa ideal de uso e como fazer a correção quando ela estiver em um nível fora do indicado. Acompanhe e tire todas as suas dúvidas.

O QUE EXATAMENTE É DUREZA CÁLCICA?

A dureza cálcica pode ser definida como o volume de íons de cálcio presentes na água. Essa medida é expressa em ppm (partes por milhão) de carbonato de cálcio, sendo que, embora existam variações de acordo com o país, segundo os principais estudos realizados sobre o assunto, a faixa média ideal para uso é entre 200 e 400 ppm. Contudo, é fundamental salientar que essa média da dureza cálcica considerada ideal deve estar em equilíbrio com o nível indicado de pH e a alcalinidade total considerada adequada.
É importante ressaltar que a dureza cálcica é diferente da dureza total da água, pois enquanto a primeira se refere apenas ao volume de íons de cálcio, a segunda engloba todos os íons metálicos, ou seja, além dos íons de cálcio, também os de magnésio, alumínio e ferro.

POR QUE A DUREZA CÁLCICA É TÃO RELEVANTE PARA A PISCINA?

No caso da água das piscinas, a dureza total não é tão relevante, diferentemente da dureza cálcica, que pode causar alguns problemas quando não está dentro do nível considerado ideal. No entanto, como os íons de cálcio têm maior insolubilidade que os outros íons presentes na água, eles correspondem a cerca de 70% da dureza total. Por isso, é muito importante manter a dureza cálcica dentro do nível médio indicado.

O QUE PODE ACONTECER QUANDO A DUREZA CÁLCICA ESTÁ FORA DO PADRÃO INDICADO E COMO REGULAR O NÍVEL?

Quando a dureza cálcica está fora do nível indicado, a piscina pode ser bastante prejudicada. Veja abaixo os danos causados de acordo com o nível.
BAIXO (MENOR QUE 100 PPM)
• A água fica muito corrosiva
• O acabamento é danificado
• Aparecem problemas nas tubulações e nos aquecedores

ALTO (MAIOR QUE 400 PPM)
• Surgem manchas e incrustações
• Os aquecedores podem ser entupidos
• Os filtros e as tubulações são danificados
A rápida regulação da dureza quando ela está em um nível fora do indicado é fundamental para evitar danos irreparáveis. No caso do nível estar alto, a diminuição pode ser feita por meio da adição de água que esteja com a dureza baixa, pois isso gerará equilíbrio. Além disso, pode-se baixar o nível utilizando trifosfato de sódio.
Já quando a intenção é elevar a dureza cálcica, é indicado adicionar água com uma dureza elevada ou usar cloro granulado ou cloreto de cálcio.

 

Visite a Q1 AMBIENTAL e conheça nossos produtos para tratamento de piscinas com ozônio